Início / PHP e programação de sites / PHP: Conheça os tipos de dados suportados

PHP: Conheça os tipos de dados suportados



Quais os tipos de dados suportados pelo PHP?

A linguagem PHP suporta os seguintes tipos de dados:

  • Inteiro;
  • Ponto flutuante (modo como o computador representa os números reais);
  • String;
  • Array;
  • Objeto;

O PHP verifica o tipo de dado dinamicamente, ou seja, uma variável pode armazenar valores de diferentes tipos em vários momentos de execução do código.

Com isso, conclui-se que não é necessário declarar o tipo de uma variável para usá-la. O PHP irá analisar no momento da interpretação qual o tipo de variável para usá-la, verificando sempre o conteúdo em tempo de execução.

Exemplos:

<?php
 $eduardo = 1; -> variável será definida como inteiro.

$pai = “Luís Antônio Silva”; -> variável será definida como string.

$preco = 2,58; -> variável será definida como ponto flutuante.

Vale ressaltar que toda a variável no PHP é precedida do caracter $.

O PHP permite converter os valores de um tipo de dados para um outro desejado. Para isso, é preciso utilizar o typecasting ou uma função chamada settype.

Tipo de dados – INTEIRO

Para uma variável armazenar um valor do tipo inteiro, é preciso seguir uma das sintaxes abaixo:

$inteiro = 12; //inteiro positivo;

$inteiro = -50; //inteiro negativo;

$inteiro = 0549; //inteiro – base octal

$inteiro = 0x48; //inteiro – base hexadecimal

Tipo de dados – PONTO FLUTUANTE

Para uma variável armazenar um valor do tipo ponto flutuante (double ou float), é preciso seguir uma das sintaxes abaixo:

$flutuante = 548.687;

$flutuante = 68e6; //equivale a 68.000.000

Tipo de dados – STRINGS

Para uma variável armazenar um valor do tipo string, há duas maneiras:

  • Utilizando aspas duplas. Veja o exemplo abaixo.

$string_exemplo = “paralelepipedo”;

  • Utilizando aspas simples. Veja o exemplo abaixo.

$string_exemplo = ‘paralelepipedo’;

Comentários

comments

Leia também

php

Como usar o PHP em modo seguro

Uma das técnicas que podem ser implementadas para aumentar ainda mais a segurança de um site ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *